sexta-feira, 17 de maio de 2019

Há um ano Jataúba perdia o ex-prefeito Petrônio Siqueira
Há exatamente um ano a cidade de Jataúba perdia um dos seus mais ilustres cidadão Petrônio Flávio de Queiroz Siqueira, aos 71 anos de idade o ex-prefeito que governou Jataúba por dois mandatos de 1989 a 1992, e de 1997 a 2000, também foi vereador e deixou o seu nome escrito na história do município.

Petrônio foi o primeiro tabelião de Jataúba, como prefeito que atravessou o milênio em seu mandato, sendo eleito pelo PMDB e oito anos depois pelo PSB. Sua administração teve como marca a reforma da Praça Pública que leva o nome do seu pai José Lopes de Siqueira (uma das principais da cidade), pela aquisição de veículos para a área de Educação e Saúde, sanitário público, vários canais para o saneamento básico, construção de um novo cemitério (o 3º da cidade), dentre outras obras.
Petrônio assumiu a prefeitura, num momento em que ela atingia uma de suas melhores fases e possuía o apoio do Governo Estadual e Federal. Com a divulgação da Festa da Beterraba e Renascença, sua gestão foi a primeira a levar o nome de Jataúba a outros horizontes e assim, contribuir positivamente para o seu progresso.

Petrônio Flávio de Siqueira deixou saudades entre familiares, correligionários e amigos, em sua última entrevista ao Blog Agreste No Ar o ex-prefeito se mostrava otimista com o crescimento e o progresso do município apesar de na época não está diretamente ligado a nenhum grupo político no município, Petrônio foi quem lançou no cenário político figuras como o prefeito Antônio de Roque que atualmente está no seu 5º mandato e Fábio Mamão de quem foi cunhado.


Jota Silva / Folha de Jataúba


Nenhum comentário:

Postar um comentário