sexta-feira, 17 de maio de 2019

PF investiga esquema de laranjas em prefeitura do sertão

Na residência do prefeito da cidade, foram apreendidos aproximadamente R$ 45 mil em espécie e R$ 160 mil em cheques, além de um veículo Toyota Hilux, uma pistola com registro vencido, celular e mídias. Na Prefeitura e em empresas terceirizadas foram apreendidos processos licitatórios e outros documentos referentes à investigação. Em depoimento na Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, o prefeito negou todas as acusações.
Segundo a PF, uma empresa era utilizada para a contratação e aquisição de materiais de serviço para obras em Cedro. Possíveis desvios de recurso aconteceriam nessa parceria. Informações levantadas em investigação apontam que pouco mais de 30 dias após a realização de um processo licitatório, foi empenhado R$ 398 mil para aquisição de materiais e construção de reformas na cidade. Para a Polícia, a estrutura física para a realização destas tarefas era incompatível com a apresentada pela empresa, na qual um sócio era motorista do prefeito e a outra sócia seria beneficiária do programa Bolsa-Família.


 A empresa ainda seria situada em prédio ligado a um estabelecimento comercial de propriedade do prefeito da cidade de Cedro. Cerca de mais de R$ 3 milhões foram empenhados em favor da empresa entre os anos de 2017 e 2018. Na justificativa dos empenhos apresentados, eram apontados desde serviços de fornecimento de peças e manutenção para a frota de veículos do município à poda de árvores.

Operação Chofer; O nome da Operação refere-se à função de motorista que um dos sócios da empresa, indicado como possível laranja do prefeito, exercia nas empresas do gestor.


Fonte: NE-10


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário