domingo, 26 de maio de 2019

Uma visita sem muita efetividade 
A primeira visita do presidente Jair Bolsonaro ao Nordeste, região maciçamente lulista, que deu expressiva votação a Fernando Haddad na eleição presidencial de 2018, não trouxe nada que pudesse se considerar como algo efetivo para a população. O presidente, ao menos na sua visita na capital pernambucana, não fez nenhum anúncio que pudesse ser considerado diferenciado e que trouxesse esperança aos nordestinos, que precisam de medidas que contribuam para reduzir a desigualdade em relação às demais regiões.

Dos anúncios feitos nas falas do presidente e de seus ministros, chamou atenção os R$ 4 bilhões que o Banco do Nordeste terá a mais para investir em ações estruturadoras para a região, porém a avaliação geral dos presentes era de que Bolsonaro poderia ter anunciado mais coisas, sobretudo em relação às obras paradas que travam o desenvolvimento da região.

Apesar de alguns acharem que Bolsonaro poderia ter anunciado mais coisas, ficou latente no discurso do presidente da República que não há outra saída para o país a não ser aprovar a reforma da Previdência, que dará ao governo federal as condições financeiras de retomar os investimentos públicos.

A reforma da Previdência é a mãe de todas as reformas, conforme foi dito pelo próprio presidente, pois o déficit do governo pode chegar a R$ 300 bilhões ao final de 2019 e tudo isso se dá por conta de que os governos que passaram não tiveram a coragem necessária para aprovar medidas impopulares, mas que eram fundamentais para o país.

Ficou evidente que não há condições de ser a favor de mais investimentos na saúde e na educação e ser contra a reforma da Previdência, porque maiores investimentos só serão possíveis com a Previdência saneada. Se porventura for aprovada a reforma pelo Congresso Nacional, é possível que na próxima visita do presidente ao Nordeste tenhamos melhores notícias e ações mais concretas para a região.

Municipalista – Deputados, gestores municipais e representantes de prefeituras pernambucanas se reuniram na Assembleia Legislativa de Pernambuco para debater a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 04/2019, de autoria da Frente Parlamentar de Execução dos Orçamentos. Prefeitos se posicionaram a favor da aprovação do projeto, que, de forma escalonada, aumenta em 0,8% as emendas individuais parlamentares estaduais e cria a emenda de bancada com o percentual de 0,4. Para os prefeitos, a PEC das Emendas se transforma em pauta municipalista.

Impostos – Atendendo a requerimento do deputado Fernando Monteiro (PP), a Câmara dos Deputados realiza, no próximo dia 28, às 11 horas, sessão solene em homenagem ao Dia Livre de Impostos, ação realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e coordenada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem), com o objetivo de conscientizar a população sobre os altos impostos, além de apoiar a discussão em torno da Reforma Tributária no Brasil.


Edmar Lyra


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário