sexta-feira, 28 de junho de 2019

A desenvoltura de Geraldo Julio para disputar o Palácio em 2022
Escolhido por Eduardo Campos em 2007 para assumir a secretaria de Planejamento e Gestão, o então auditor do TCE, Geraldo Julio era um mero desconhecido da política. Porém, pouco a pouco foi mostrando capacidade de gestão e de trabalho.

A sua passagem exitosa pela Seplag no primeiro governo Eduardo lhe credenciou para substituir Fernando Bezerra Coelho na secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma vez que ele foi alçado à condição de ministro da Integração Nacional em 2011.

Geraldo Julio ficou pouco mais de um ano na pasta, pois acabou se afastando para ser uma das opções de Eduardo Campos para disputar a prefeitura do Recife em 2012. O destino quis que ele fosse o escolhido para o posto, e não só foi candidato como venceu a eleição no primeiro turno.

Atualmente, na condição de prefeito do Recife, Geraldo Julio, já reeleito, é o nome natural para disputar o governo de Pernambuco em 2022 pelo PSB na sucessão de Paulo Câmara. Geraldo repetirá outros nomes como Miguel Arraes, Joaquim Francisco e Jarbas Vasconcelos, que disputaram o governo após exercerem o cargo de prefeito.

 Fazendo o sucessor em 2020, Geraldo torna-se o grande favorito para substituir Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas. Tudo isso só foi possível porque além da competência já demonstrada, Geraldo estava na hora e no lugar certo.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário