quinta-feira, 20 de junho de 2019

Em Pernambuco, 56,4% da população com 25 anos ou mais não concluíram educação básica, diz IBGE
Educação básica é composta pelos ensinos fundamental e médio — Foto: Reprodução/Escola da Vila
Mais da metade dos pernambucanos com 25 anos ou mais não concluiu a educação básica obrigatória, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados foram divulgados nesta quarta (19).

No estado, são 56,4% das pessoas que não concluíram a etapa dos estudos formada pelos ensinos fundamental e médio. O percentual de Pernambuco supera o número nacional, de 52,6% das pessoas com 25 anos ou mais que não concluíram o ensino básico em todo o país.

Há, no entanto, uma queda desse percentual no estado, segundo o IBGE. Em 2017, 59,5% das pessoas da faixa etária em questão faziam parte da estatística. Já em 2016, o número era de 60,4%.

Ainda de acordo com a pesquisa, houve um aumento nos anos de estudo das pessoas com 25 anos ou mais em Pernambuco. Em 2018, a população dessa faixa etária passou, em média, 8,5 anos estudando. Em 2017, o número era de 8,2. Em 2016, os entrevistados passavam, em média, oito anos dedicando-se aos estudos.

Taxa de escolarização; 
Em Pernambuco, a taxa de escolarização entre 18 e 24 anos é a menor de todas as faixas etárias. Em 2018, a taxa foi de 27,9%. Em 2017, a mesma faixa etária havia alcançado taxa de 28,1%. 


Em 2018, o único aumento nas taxas de escolarização foi registrado na faixa etária de 0 a 3 anos, passando de 26,5%, no ano anterior, para 30,7%. Nas demais taxas, a Pnad considera que houve estabilidade nos percentuais.

Entre 4 e 5 anos, a taxa de escolarização passou de 90,4% para 92,2%. Já entre 6 e 14 anos, o percentual passou de 98,9% de escolarização para 99,3%. Dos 15 aos 17 anos, a taxa de escolarização passou de 83,7% para 84,6%.

Analfabetismo; 
Em Pernambuco, a Pnad constatou que houve estabilidade na taxa de analfabetismo entre jovens com 15 anos ou mais. Em 2018, o percentual foi de 11,9%. Já em 2017 e 2016, os percentuais eram de 13,4% e 12,8%, respectivamente.


Entre as pessoas com 60 anos ou mais, a taxa de analfabetismo apresentou queda. Em 2018, o percentual foi de 30,2%. Já em 2017, o número era de 35,2% e, em 2016, de 34,5%. 


G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário