sábado, 22 de junho de 2019

Humberto Costa age como se não tivesse passado
O senador Humberto Costa durante a ida do ministro da Justiça, Sérgio Moro, ao Senado Federal, fez duros questionamentos ao ex-juiz da Lava-Jato, e quem assistiu a inquisição de Humberto a Moro pensava e é desavisado, pensa que estamos diante do maior paladino da moral e da ética do país.

Humberto esquece que responde a processos na Lava-Jato, e brilhou nas páginas policiais no escândalo dos Vampiros e dos Sanguessugas. Diferentemente de Humberto, Sérgio Moro construiu uma brilhante trajetória no poder judiciário, sendo responsável pela maior operação de combate à corrupção da história do Brasil.

O senador petista não tem moral para falar de Sérgio Moro, que tem currículo e uma trajetória de serviços prestados ao Brasil e ao combate à corrupção, diferentemente de alguns de seus inquisidores, como Renan Calheiros, que em vez de currículo, possuem folha corrida.

A ida de Sérgio Moro ao Senado Federal serviu para delimitar aqueles que defendem a Lava-Jato com unhas e dentes, independente de quem seja o corrupto da vez, e diferenciá-los daqueles que defendem o bandido independente dos crimes que cometeu. A população percebeu o jogo sujo que quiseram montar, que tinha como objetivo anular condenações e processos, mas até o momento, o tiro saiu pela culatra.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário