quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Ernesto Maia diz que vai manter a neutralidade e defende diálogo entre Fernando, Zé e Diogo para as eleições 2020
Em participação no quadro Papo Reto dentro do Debate Livre desta quarta-feira 14 o vereador santa-cruzense Ernesto Maia (PT) falou sobre a decisão da justiça que determinou que a câmara de vereadores de Santa Cruz do Capibaribe, vote pela segunda vez o projeto de suplementação orçamentária enviado pela prefeitura que visa injetar cerca de 7 milhões na saúde do município, a oposição defende algumas emendas que retiram cerca de 1 milhão.

Segundo o vereador, o prefeito Edson Vieira tentou fazer uma manobra onde na primeira votação a bancada de situação se absteve para que o projeto não fosse aprovado com as emendas e posteriormente a prefeitura entrou na justiça tentando que o prefeito pudesse governar por decreto, sem participação da câmara, no entanto, o juiz mandou o projeto de volta para a câmara e segundo Ernesto se o prefeito quer a aprovação do mesmo vai ter que dialogar com a oposição e ceder em algumas questões. Para ele o episódio da primeira votação foi ruim tanto para a prefeitura quanto para a câmara e pior ainda para a população.

Ainda de acordo com Ernesto foi tirado através de emendas cerca de 1 milhão de reais. “A oposição continua irredutível, não vamos aceitar tirar dinheiro de construção de creches e aquisição de ônibus escolares”, declarou o vereador que disse acreditar que dessa vez será aprovado já que a situação precisa de 9 votos e já na primeira votação 3 vereadores de oposição foram favoráveis ao projeto.

Falando sobre as eleições 2020 Ernesto foi cauteloso e disse que prefere manter uma postura de neutralidade nesse momento, segundo ele, juntando-se todas as forças taboquinhas baseado na eleição de deputados o grupo tem em torno de 6 mil votos a mais do que o grupo de situação e disse que há três lideranças buscando espaço nesse momento para uma candidatura a prefeito, Fernando Aragão, Zé Augusto e Diogo Moraes que segundo o vereador para algumas pessoas Diogo seria o nome de unidade entre todos, no entanto, Ernesto disse que vai ficar neutro e defendeu o diálogo entre os três.

O vereador finalizou dizendo que seja quem for o nome escolhido para disputar a prefeitura de Santa Cruz em 2020 ele vai com a faca nos dentes para a campanha do ano que vem.


Jota Silva / Folha de Jataúba


Nenhum comentário:

Postar um comentário