sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Principais prefeitos de oposição chegam fortalecidos em 2020
Eleitos em 2016, os prefeitos de Petrolina, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes, Miguel Coelho, Raquel Lyra e Anderson Ferreira, respectivamente, trabalham diariamente já considerando o próximo ano, quando tentarão a reeleição. Políticos jovens, Anderson, Miguel e Raquel sabem que não só estarão em jogo seus respectivos mandatos em 2020, como também a manutenção de uma base sólida para a oposição pensar em 2022 com melhores condições de vitória.

Anderson Ferreira conseguiu derrotar a máquina do grupo que lhe antecedeu, e imprimiu um ritmo de trabalho que o credencia para a reeleição em 2020. Tem plenas condições de vitória, pois além de ter o que mostrar, vê seus opositores completamente fragilizados. Apesar disso, é imprescindível que mantenha os pés no chão devido às particularidades de Jaboatão, que é uma cidade complexa e gosta de pregar surpresas, vide a pífia votação do ex-prefeito Elias Gomes em 2018 para deputado estadual.

Já Raquel Lyra começou uma gestão bastante contestada ao longo de 2017 e 2018, mas ao longo de 2019 conseguiu reverter o sentimento de que ela estava fragilizada e já começa a colher os louros dos acertos da sua gestão. Atualmente ela já conta com melhor avaliação e é tida como candidata fortíssima em 2020.

Por fim, Miguel Coelho vem fazendo uma gestão que transformou Petrolina no maior canteiro de obras de Pernambuco. Os resultados são visíveis, devido ao volume de recursos conquistados pelo senador Fernando Bezerra Coelho. Hoje Miguel é favorito a se reeleger, mas 2020 traz uma particularidade que é a possibilidade de segundo turno. 

Para não ter sustos, é imprescindível que Miguel atue para liquidar a fatura logo na primeira etapa. Os três prefeitos têm em comum não só o fato de serem oposição a Paulo Câmara, mas também qualquer um deles poderá, em caso de reeleição, figurar na chapa majoritária de 2022.


Edmar Lyra


PROGRAMA DEBATE LIVRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário