segunda-feira, 12 de agosto de 2019

PSB pode escantear PT para ajudar na eleição de João Campos
Radar Político (12/08) – PSB pode escantear PT para ajudar na eleição de João Campos
Ciente de que a manutenção do comando da Prefeitura do Recife é crucial para o preservação da hegemonia do partido no estado, o PSB está disposto a fazer o que for possível para emplacar o sucessor do prefeito Geraldo Júlio. Ao que se percebe, o partido pretende empregar na eleição do Recife a mesma estratégia utilizada na reeleição do governador Paulo Câmara. Neutralizar a candidatura de possíveis concorrentes.

Decididos a deixar o caminho limpo para João Campos, o PSB já trabalha com várias opções de construção da chapa. Antes prometida ao PT, como forma de contemplar o partido que possui um um considerável tempo de televisão e que detém grande força no Recife, a vaga de candidato a vice de João Campos pode cair nas mãos de outro partido. Neste final de semana, por exemplo, o nome de Isabella de Roldão, ex-vereadora e atual secretária Habitação da capital, surgiu como opção para o posto.

 Por trás disso estaria uma equação que envolveria evitar a candidatura do deputado federal Túlio Gadelha. Quanto a materialização deste cenário pouco ou nada pode se afirmar com uma margem segura de acerto, porém este tipo de movimentação pode ser interpretada como um possível processo de fritura do PT. Vale lembrar que durante a última semana também surgiu a informação de que o MDB poderia apresenta um nome para a vice como forma de evitar uma candidatura própria do partido a Prefeitura do Recife.

Para um político que circula muito bem no Palácio do Campo das Princesas e no Palácio do Capibaribe, não estaria descartada a possibilidade do PSB quebrar o acordo com o PT quanto a vaga de vice para que ela seja oferecida a outro partido. “O que está em jogo é garantir uma eleição tranquila para João Campos. Não seria por conta disso que o PT sairia da base. Eles não podem reclamar de espaço”, disse a fonte se referindo a significativa estrutura que o Partido dos Trabalhadores ocupa no Governo do Estado e na Prefeitura do Recife.

Caso não seja convidado a indicar um nome para a chapa a ser encabeçada por João Campos, está será a primeira vez em décadas que o PT ficará de fora de uma disputa majoritária no Recife.


Escrito por Wellington Ribeiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário