terça-feira, 17 de setembro de 2019

Conheça a doença que causa esgotamento profissional e é confundida com depressão

Foto ilustrativa: Reprodução

Muitas vezes confundida com estafa, ou até mesmo depressão, a síndrome de Burnout está relacionada ao esgotamento profissional e foi descoberta pelo médico americano Freudenberger, em 1974. A síndrome é caracterizada por tensões emocionais e estresses provocados por condições de trabalho desgastantes.

Em entrevista concedida à Rádio Correio FM, nesta segunda-feira, 16, a psicóloga Joseilma Ramalho abordou sobre o assunto, explicou que a síndrome apresenta quadros de esgotamento físico, psicológico e emocional e alertou sobre a importância do tema.

– É uma síndrome, porque apresenta uma demanda de sintomas tamanha que se o profissional que for atender a pessoa que está acometida pela síndrome, a priori, pode colocar dentro de um contexto de depressão. Mas é preciso analisar todo o contexto para não fazer um diagnóstico errôneo de depressão – ressaltou.

O transtorno está registrado no CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) como um dos fatores que influenciam a saúde ou o contato com serviços de saúde.

A psicóloga ainda falou sobre os segmentos profissionais que mais apresentam casos da síndrome.

– A nossa contemporaneidade exige muito de nós, temos o celular, o notebook, compromissos, e isso já é desgastante. Mas, existem profissões que desgastam o ser humano por si próprio, como é o caso do policial, do bombeiro, que vivem em estado de tensão e adrenalina. Na catalogação das profissões, tem o professor, pois, há uma demanda de professores que pedem licença por causa da síndrome – explicou.



Cariri em Ação


Nenhum comentário:

Postar um comentário