segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Fernando Bezerra Coelho não se assusta e aumenta o ritmo em Pernambuco 
Para muitos, uma operação que faça busca e apreensão em domicílios pode significar o fim da carreira política de alguém ou pelo menos o político envolvido realiza o conhecido mergulho, evitando aparições públicas. Porém, no caso do senador Fernando Bezerra Coelho, alvo de uma operação, foi exatamente o oposto.

O senador foi mantido na condição de líder do governo Jair Bolsonaro no Senado e deu continuidade às suas agendas em Pernambuco, fortalecendo a sua imagem como principal político de oposição no estado e porto seguro natural dos insatisfeitos com o governo Paulo Câmara.

Neste final de semana, o senador percorreu ao lado do deputado estadual Antonio Coelho cerca de mil quilômetros e visitou diversas lideranças políticas que reforçaram a condição de opositores ao PSB e se aproximaram do líder do governo no Senado, como por exemplo o ex-prefeito de Afogados da Ingazeira Totonho Valadares, que filiou-se ao MDB para disputar novamente a prefeitura daquele município em 2020.

O ex-deputado João Eudes e a prefeita de Pesqueira Maria José também receberam o senador em sua residência e praticamente definiram pelo ingresso da prefeita no MDB para disputar a reeleição. O mesmo aconteceu com Zeca Cavalcanti que recebeu Fernando em sua residência e confirmou que disputará a prefeitura de Arcoverde em 2020.

Num momento em que o grupo oposicionista vive um marasmo e uma ressaca pela derrota sofrida no ano passado, Fernando Bezerra Coelho surge como o contraponto de Paulo Câmara em Pernambuco e tem atraído cada vez mais os insatisfeitos com o governo com vistas as eleições municipais do ano que vem. O resultado obtido pelos aliados de Fernando em 2020 poderão sinalizar a possibilidade dele ou de alguém do seu grupo, no caso Miguel Coelho como mais provável, disputar o Palácio do Campo das Princesas em 2022.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário