quarta-feira, 25 de setembro de 2019

No Cariri Paraibano assassinato macabro do menino Everton completará 4 anos em outubro

Um crime brutal com uma criança de apenas cinco anos de idade completará quatro anos e a cidade onde o fato aconteceu começa a relembrar.

A mãe e o padrasto mataram e abriram o corpo da criança Everton Siqueira num ritual macabro.

O assassinato foi no município de Sumé, no Cariri da Paraíba. A imprensa local destaca o fato como um momento marcante na vida de parentes e moradores da cidade. Everton foi assassinado no dia 11 de outubro de 2015.

A justiça afirma que o sangue extraído do corpo da criança foi bebido pela mãe Laudenice dos Santos Siqueira, 22, o padrasto Joaquim dos Santos, 31, o ex-presidiário Denivaldo dos Santos, 37, e o suposto pai de santo, Wellington Soares Nogueira, 41.
Todos estão presos em presídios de João Pessoa, cumprindo penas. A brutalidade do crime marcou para sempre o cotidiano do povo sumeense.
Vejam uma reportagem sobre essa barbaridade que marcou o Cariri Paraibano


Redação PB Debate / Alternativa FM Sumé-PB


Nenhum comentário:

Postar um comentário