quarta-feira, 4 de setembro de 2019

No Cariri Paraibano a cidade de Sumé tem apenas 15 habitantes a menos do que o necessário para receber novo coeficiente de FPM; prefeito recorrerá da projeção do IBGE

Nove cidades da Paraíba podem recorrer à estimativa populacional divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para tentar receber incrementos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Desses, a cidade de Sumé, no Cariri da Paraíba, é a que precisa da menor quantidade de habitantes a mais para avançar no coeficiente do FPM.

Sumé possui uma população estimada em 16.966 habitantes e seria preciso apenas mais 15 pessoas para que cidade se qualificasse ao próximo coeficiente. Conforme a Confederação Nacional de Municípios (CNM), as cidades de Arara, Catolé do Rocha, Juru, Mogeiro, Mulungu, Princesa Isabel, Queimadas, Umbuzeiro e Sumé precisariam de um acréscimo de até 500 habitantes para essa qualificação e, portanto, podem recorrer do índice levantado pelo IBGE.

Segundo o prefeito de Sumé, Éden Duarte, é injusto um município que falta tão pouco para atingir o índice necessário para requalificação receber o mesmo repasse de FPM que outras cidades com população bem mais próxima do valor mínimo exigido.

Éden disse que vai solicitar recontagem por parte do IBGE, mas confirmou também que está pleiteando junto a CNM e ao senador Veneziano Vital do Rêgo uma proposta de transição para cidades cuja população esteja muito próxima de atingir o índice para novo coeficiente.


Cariri em Ação


Nenhum comentário:

Postar um comentário