sábado, 19 de outubro de 2019

Alepe promove curso voltado para novas regras eleitorais em Santa Cruz do Capibaribe-PE 

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizou na manhã desta quinta (17), em Santa Cruz do Capibaribe, a sexta edição do curso sobre as novas regras para as Eleições Municipais 2020. A iniciativa é da Escola do Legislativo (Elepe), em parceria com a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP) e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE).

O evento contou com a presença do presidente da Alepe, Eriberto Medeiros; do superintendente da Escola do Legislativo, José Humberto; do prefeito Edson Vieira de Santa Cruz do Capibaribe; do deputado estadual Diogo Moraes; do presidente da Câmara Municipal, Augusto Maia, dentre outros prefeitos, vereadores, pré-candidatos, assessores, advogados e interessados dos 19 municípios que compõem o Agreste Setentrional.

O deputado estadual Diogo Moraes (PSB) aproveitou o momento para destacar a importância do curso. 

“Só o fim das coligações já é um grande desafio para pequenas e médias cidades. A prestação de contas, a questão do financiamento público, regras de propagandas eleitorais. Assim, devemos ter uma eleição mais tranquila no próximo ano”, observou.
A deputada estadual Alessandra Vieira (PSDB) destacou a importância do curso para compreensão da atual legislação eleitoral e parabenizou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros, por aproximar a Casa de Lei Joaquim Nabuco de todos os pernambucanos.
“Hoje temos a oportunidade de conhecer melhor as novas regras eleitorais para que em 2020 tenhamos um pleito assertivo nas questões técnicas. Aproveito a oportunidade para parabenizar o presidente Eriberto por oportunizar que todas as regiões do Estado sejam contempladas com ações da Alepe”, frisou a deputada.
O chefe da Seção de Auditoria de Contas Eleitorais e Partidárias do TRE-PE, Marcos Andrade, explica o que mudou na prestação de contas dos candidatos.

“Como já foi feito nas Eleições 2018, o financiamento coletivo, conhecido como ‘vaquinhas eleitorais’, é permitido. Também aumentou o valor do orçamento público destinado à campanha e, com isso, a fiscalização das contas dos candidatos”, afirmou.



Ney Lima


Nenhum comentário:

Postar um comentário