domingo, 27 de outubro de 2019


Coluna De Olho na Política Jataubense
Os ânimos nos bastidores da política jataubense estão iguais ao magma existente debaixo da superfície do planeta terra. A disputa por espaço está cada vez mais acirrada e nomes de peso poderão ficar de fora da disputa e nomes que até então não estão em evidência surgirão para ocupar esses espaços tão cobiçados.
GUERRA SEM FIM; A guerra por comandos partidários parece não ter fim. Quem pensou que a disputa pelo comando do PSDB tinha chegado ao fim, se enganou. Ao que parece, a executiva estadual está de fato disposta a retirar o partido das mãos do grupo de situação, liderado pelo prefeito Antônio de Roque. E essa guerra partidária está longe do fim. Já não bastasse essa disputa pelo PSDB, Antônio de Roque estaria prestes a perder mais um partido. Segundo informações, o deputado estadual Diogo Moraes estaria articulando junto com o comando estadual do PSB para que o partido volte para o líder político Fábio Mamão. Esse filme já foi visto antes, porém sem sucesso.

Todos sabem do peso e da influência do deputado Diogo Moraes dentro do partido, porém na primeira tentativa de tirar o PSB do grupo de situação, o mesmo não obteve sucesso. Além da amizade com o governador Paulo Câmara, o prefeito Antônio de Roque tem o apoio do deputado estadual Lucas Ramos, outra figura importante e influente dentro do PSB. Nessa disputa muita coisa ainda pode acontecer. Em caso se confirme a retorno de Mamão ao PSB, como ficará o mesmo em relação ao PDT do deputado federal Wolney Queiroz? A estreita relação do prefeito Antônio de Roque com o governador Paulo Câmara o ajudará a manter o PSB sob seu comando?
PULANDO FORA; Informações dão conta que vereadores e algumas lideranças políticas estão prestes a abandonar o barco da ala política da qual estão vinculados. O fato de estarem perdendo espaço, caindo no esquecimento e até mesmo não sendo cogitados para compor a chapa majoritária estão fazendo com que essas pessoas se sintam incomodadas e queiram abandonar o barco e aderir a outra ala. Além disso, a adesão de antigos aliados apimenta ainda mais os ânimos nos bastidores.
DOR DE CABEÇA OU SOLUÇÃO? Com mudanças nas regras eleitorais para as eleições municipais de 2020, um fator deve-se levar em conta. O fim das coligações é uma das alterações mais significativas que ocorreu. Com isso os partidos e candidatos trabalharão individualmente na disputa proporcional, onde os 11 nomes que obtiverem o maior quantitativo de votos ocuparão uma cadeira na câmara municipal. Analisando as duas alas hoje existentes no município de Jataúba, temos o seguinte cenário.

 O grupo de situação tem sob seu comando três partidos, MDB, PSDB e PSB. Já o grupo da terceira via tem sob seu comando o Republicanos, PT, PSD, PTB, DEM, e em se confirmando a adesão de Fábio Mamão, terá também o PDT. Em uma disputa onde as regras tem que ser cumpridas à risca, principalmente a cota de gênero, quem terá mais facilidade para compor as chapas proporcionais? Ficará algum nome de peso de fora? Teremos mais ou menos candidatos em relação as eleições de 2016?
QUARTA VIA? Informações dão conta que lideranças políticas estão se organizando para compor aquela que já está sendo denominada de “Quarta via”. O grupo será composto por alguns ex integrantes do grupo “Fofa Terra”, que em 2012 formou uma “chapinha” para a disputa proporcional, mas naquela ocasião, pessoas do próprio grupo da qual faziam parte tentaram boicotar a participação dos ‘Fofa terra’.

O fato é que mesmo com os obstáculos durante a campanha, os fofa terra conseguiram angariar 650 votos, porém esses votos foram indeferidos pela justiça eleitoral. No cenário atual, se esse grupo conseguir a quantidade de votos que obteve em 2012, é bem provável que consiga (com muito esforço) eleger um vereador. As cartas estão na mesa e tudo pode acontecer.

Enquanto os ânimos nos bastidores não se acalmam, muitos políticos e lideranças estão seguindo o que diz a letra da música “Por enquanto”, de Renato Russo: “Mesmo com tantos motivos pra deixar tudo como está. Nem desistir, nem tentar, agora tanto faz. Estamos indo de volta pra casa”.


Diogenes Ramos/ Blog do DidiRamos


PROGRAMA DEBATE LIVRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário