terça-feira, 19 de novembro de 2019

Coluna Escrita por Magno Martins; ''Lula, a Diana do pastoril''
Dá para acreditar em político que não abre o jogo, adepto do famoso abraço de tamanduá? O ex-presidente Lula, que estendeu sua mão para ser beijada, ontem, no Recife, por um exército vermelho, tem PHD nesse jogo sujo, típico de profissionais da política.

Ele sabe, mais do que ninguém, que político tem que ter lado. Aliás, ele sabia, até ser eleito e se abraçar com Sarney, Collor, Jucá, Roberto Jefferson e tantos moluscos da fauna não republicana brasileira.

Seu jogo intransparente, pautado na enrolação e na confusão de mentes incautas da politica, tem tudo para protagonizar um filme tendo como pano de fundo a eleição para prefeito do Recife.

As primeiras cenas e tomadas foram feitas, ontem, no embalo da falsidade. Sapecou um beijo em Marília Arraes, pré-candidata do PT à prefeita do Recife, depois de tomar umas e matar a saudade da culinária da sua terra com João Campos, pré-candidato do PSB.

Caro leitor, preste bem atenção nas duas fotos e tire a prova dos sete: Lula fica com João ou Marília? Qualquer dúvida, consulte os universitários!


Por Magno Martins


Nenhum comentário:

Postar um comentário