terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Em conferência do PSB, Diogo Moraes defende a ampliação de políticas públicas para área da Saúde Mental

Presente na Conferência Nacional da Autorreforma do PSB, o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) apresentou uma das principais propostas para o eixo de Políticas Sociais: a defesa e ampliação de políticas públicas para a área de Saúde Mental. Diogo, que é presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Suicídio e Automutilação na Assembleia Legislativa de Pernambuco, defendeu também a discussão do tema juntamente com países que já possuem uma atuação avançada em relação à temática, como Portugal. O parlamentar articulou com dois palestrantes portugueses uma reunião para abordar o assunto.

O evento aconteceu no Rio de Janeiro e reuniu representantes do PSB em todo o País. O objetivo da autorreforma é fazer uma atualização do programa e manifesto partidário, trazendo para pauta nova realidade do país. Para Diogo, esse é um tema que não pode passar despercebido.

“Cada dia mais confirmamos que estamos vivendo uma epidemia quando se trata de problemas em relação à saúde mental. As estatísticas mostram que, a cada 40 minutos, no Brasil, uma pessoa pratica suicídio. Então é um tema que tem preocupado. Não podemos deixar de incluir nas nossas bandeiras a defesa de uma ampliação das políticas públicas nessa área”, afirmou o parlamentar. A proposta foi anexada ao conteúdo da Autorreforma e apresentada durante a plenária geral do evento.

Na atividade, Diogo Moraes aproveitou para articular com os deputados portugueses João Paulo Correia e Hugo Pires uma reunião para conhecer o Centro de Apoio Psicológico e Intervenção em Crise (CAPIC) de Portugal, que atende às necessidades psicossociais da população e dos profissionais. O equipamento de Portugal é formado por uma equipe de psicólogos clínicos com formação específica em intervenção em crise psicológica, emergências psicológicas e intervenção psicossocial em situações de risco. A ideia é aprofundar o conhecimento sobre esse Centro e usá-lo como referência na rede brasileira.

Os parlamentares de Portugal receberam a proposta com entusiasmo e se comprometeram a ajudar na temática. Outro que parabenizou a iniciativa foi o deputado Alessandro Molon, do PSB do Rio de Janeiro, que foi um dos condutores do evento. O governador Paulo Câmara, cujo pai é psiquiatra, também parabenizou Moraes pela sugestão.

No evento, o governador falou da importância da autorreforma. “O PSB é um dos partidos mais antigos do Brasil, tendo sido fundado em 1947. Entendemos que chegou o momento de autorreforma para avançarmos no papel do Partido Socialista no contexto político atual. É fundamental que nós que fazemos parte do PSB tenhamos essa definição de maneira clara para avançar nas transformações necessárias. Para avançarmos na defesa dos direitos e no resgate da esperança que é capaz de garantir às pessoas a possibilidade de sonhar e acreditar no futuro”, avaliou.


Informações da assessoria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário