terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Fernando Bezerra e Paulo Câmara protagonizarão a política estadual nas eleições de 2020
Eleitos na mesma chapa em 2014, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho foram escolhidos por Eduardo Campos para representar a Frente Popular naquela eleição, mas a relação entre os dois foi se distanciando tão logo assumiram seus respectivos mandatos. O distanciamento ficou mais forte em 2017 quando Fernando Bezerra Coelho deixou o PSB com o objetivo de enfrentar Paulo Câmara na disputa pelo governo em 2018, fato que não se concretizou.

Apesar de não terem se enfrentado em 2018, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho seguiram em campos opostos ao longo de 2019. Enquanto o governador Paulo Câmara evidenciou sua condição de opositor do presidente Jair Bolsonaro, o senador Fernando Bezerra Coelho foi alçado à condição de líder do governo Bolsonaro no Senado, fazendo um importante contraponto ao PSB em Pernambuco.

Paulo Câmara pretende manter não só os cerca de 70 prefeitos do PSB como ampliar este número nas eleições de 2020, enquanto Fernando Bezerra Coelho, já ambientado no MDB, pretende eleger cerca de quarenta aliados, tanto pelo seu partido quanto pelo DEM e pelo PSDB. Essa disputa polarizada dos dois principais líderes políticos do estado deverá render significativas trocas de farpas ao longo de 2020.

Entraremos num ano eleitoral onde o antagonismo de Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho será cada vez mais forte e aquele que lograr êxito representativo chegará em 2022, na sucessão de Paulo Câmara, com papel determinante na disputa pelo Palácio do Campo das Princesas.


Edmar Lyra


Nenhum comentário:

Postar um comentário