sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Secretária Estadual acompanha a execução de obras viária e hídrica na região
Nesta quinta-feira (05), a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, Fernandha Batista, cumpriu agenda intensa no Agreste pernambucano. A gestora vistoriou obras na malha viária estadual e de esgotamento sanitário na região.

Acompanhada do diretor de engenharia do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Elmano Moraes, e da equipe técnica do órgão, ela visitou o canteiro de obras da BR-104, com serviços em andamento no Distrito de Pão de Açúcar, e a PE-160, requalificada e duplicada.

A agenda contou ainda com ida à construção do Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Cruz do Capibaribe e à Adutora do Alto Capibaribe. Participaram da comitiva o deputado estadual Diogo Moraes e prefeitos da região.

“É muito importante para nós acompanhar de perto a execução de obras como essas, que são prioritárias na gestão do governador Paulo Câmara, e vão beneficiar, direta ou indiretamente, a vida de milhares de moradores do Agreste, seja ao facilitar o deslocamento nas rodovias, no crescimento da economia ou na garantia de uma qualidade de vida melhor com água nas torneiras e saneamento em casa”, afirmou a secretária.

Com o percentual de 87% de execução de obra, a duplicação da BR-104 está em ritmo avançado no segundo trecho da via, que possui 13,20 quilômetros de extensão, e vai do Distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, até a cidade de Caruaru.

A rodovia, uma das principais de acesso ao Polo de Confecções do Agreste, está recebendo os serviços de terraplanagem, pavimentação e drenagem. Os trabalhos devem ser concluídos em agosto de 2020. A iniciativa está recebendo aporte de R$ 360 milhões, com 90% de recurso do Governo Federal e a contrapartida 10% do Estado.

Durante a manhã, a comitiva esteve na PE-160, onde foram investidos R$ 86 milhões, de recurso próprio do Governo, para recuperar e ampliar a rodovia. A via de 12,15 quilômetros de extensão liga o Distrito de Pão de Açúcar a Santa Cruz do Capibaribe.

À tarde, a vistoria aconteceu na implantação do Sistema de Esgotamento de Santa Cruz do Capibaribe, que deve ser concluído em fevereiro de 2020, e beneficiará 200 mil habitantes. A ação conta com duas etapas e é realizada dentro do Projeto de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco (PSHPE), com recursos do Banco Mundial (BIRD). O valor estimado do investimento para a primeira fase é de R$ 100 milhões.

Em seguida, foi a vez da Adutora do Alto Capibaribe receber a visita. O equipameto vai trazer água da Transposição do Rio São Francisco captado no estado da Paraíba para os municípios de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério, além do distrito de São Domingos, pertencente ao município de Brejo da Madre de Deus.


Informações da assessoria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário