sábado, 29 de fevereiro de 2020

EM PÃO DE AÇÚCAR MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA DO NORTE-PE, ACIDENTE É REGISTRADO EM POSTO DE GASOLINA 

Na tarde desta sexta-feira (28) de Fevereiro, aconteceu um acidente em um posto de gasolina que fica situado as margens da BR-104 no Distrito de Pão de Açúcar, de acordo com as informações repassadas para nossa equipe de reportagem.

Segundo informações um homem estava abastecendo seu veículo Dodge/Dakota Sport de cor vermelha de placa CQB-6444 com Gás Natural no momento do acidente, as possíveis motivações não foram informados oque possa ter ocasionado a explosão, apesar do susto ninguém ficou gravemente ferido, nossa equiep esta colhendo mais informações sobre este acidente em, instantes traremos mais detalhes.


Do Blog Cotidiano da Cidade


APOIO CULTURAL
Em Santa Cruz do Capibaribe-PE, Homem é encontrado morto 
No final da tarde deste sábado (29), um homem identificado como Júlio César de Sena Aragão, de 41 anos, foi encontrado morto no interior de sua residência na Rua Santa Cecília, no bairro Palestina em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.

Segundo informações repassadas para nossa equipe de reportagem Júlio César, conhecido popularmente por "Xuxu", teria ingerido vários medicamentos e acabou morrendo no interior da residência, onde morava com a sua mãe.



Polícia Militar do 24º BPM esteve realizando o isolamento da área até a chegada das equipes da Polícia Civil, e do IC (Instituto de Criminalista) para realizar a perícia no local do ocorrido. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.


Bruno Muniz


APOIO CULTURAL
EM JATAÚBA PROJETO DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO MUNICÍPIO É APRESENTADO PELA ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ HIGINO DE SOUSA,''58 ANOS FAZENDO HISTÓRIA''
A emancipação política do município para a sua população é considerada algo muito importante, já que é a partir desse momento que o município ganha sua liberdade social, econômica e política; e também para construir sua cultura e seus próprios valores.
Então por sermos membros integrantes dessa população e consideramos uma data tão especial para todos nós e também por ser um momento oportuno os alunos conhecerem a história do seu município desenvolvemos este projeto.
Conhecer a história do seu município é conhecer sua própria história, já que a grande maioria nasceu nesta terra e seus familiares também. Por isso é de grande relevância conhecer como tudo começou e como tudo vem se desenvolvendo.
O município de Jataúba não se tem de forma oficial a bandeira e o Hino do Município, por este motivo foi feito abaixo - assinado solicitando aos vereadores que oficializem e registrem esses dois símbolos tão importantes para o município.
Foi entregue aos vereadores nesta quinta – feira dia 27 de fevereiro do ano em curso pelos alunos, professor e gestor da escola municipal José Higino de Sousa abaixo – assinado contendo 571 assinaturas.


Blog do França / Fonte: Direção da Escola José H de Sousa.


APOIO CULTURAL

APÓS QUASE OITO ANOS, ACUSADOS DE MATAR GAROTO FLÂNIO SÃO CONDENADOS A 29 ANOS DE RECLUSÃO CADA
Após 17h de julgamento, os acusados pelo assassinato e estupro de uma criança de 9 anos na cidade de Brejo da Madre de Deus foram considerados culpados. Genival Rafael da Costa, Ednaldo Justo dos Santos e Edilson da Costa Silva tiram a pena de 29 anos de reclusão por homicídio triplamente qualificado e estupro. A acusada Maria Edileusa teve pena atenuada por ter confessado o crime, totalizando 26 anos de reclusão.

“O Ministério Público de Pernambuco compreende que a dosimetria da pena corresponde aos graves crimes que foram cometidos. As provas eram contundentes e a culpabilidade dos criminosos pôde ser mensurada pelo Conselho de Sentença. Tivemos uma resposta à altura de um crime bárbaro cometido de forma cruel contra uma criança de nove anos, praticado dentro de um contexto de magia negra”, disse o promotor de Justiça do caso, José Edivaldo da Silva.

Eles foram enquadrados no artigo 121, parágrafo 2º, incisos I, III e V; e no artigo 217-A do Código Penal Brasileiro. Correspondendo a homicídio triplamente qualificado - quando praticado por motivo torpe, com emprego de meio cruel e ensejando ocultação de cadáver. Além do crime de estupro de vulnerável. A sentença foi proferida pelo juiz Abner Apolinário que leu a sentença às 21h30 desta sexta-feira, 28.
“Não se pode com tanta crueldade se tirar a vida de um ser humano. Um menino de apenas nove anos que saia todos os dias de casa para ajudar a sua família e buscar a subsistência''. A criança foi assassinada em conjunto com quatro pessoas

Relembre o caso - Segundo o que foi apurado no inquérito policial, Flânio da Silva Macedo, desapareceu no dia primeiro de julho de 2012. O menino, que vivia em situação de vulnerabilidade social, usava um carrinho de mão para carregar compras de clientes da feira e de mercadinhos de São Domingos, distrito do município de Brejo da Madre de Deus, como forma de complementar a renda domiciliar.

O corpo da criança foi localizado no dia 12 de julho de 2012, em um terreno, com os braços e pés amarrados, a cabeça separada do corpo e com sinais de abuso sexual. “A Polícia Civil obteve as imagens de um estabelecimento comercial em que Flânio aparece com o réu Genival. A partir daí, ele e sua companheira Maria Edileuza foram ouvidos e ela confessa os fatos e aponta os outros acusados”, detalhou Laelson Teixeira da Silva.

O MPPE ofereceu denúncia contra os quatro réus ainda no mês de outubro de 2012. Em abril de 2018 a Vara de Brejo da Madre de Deus requereu que o julgamento fosse realocado para outra Comarca, processo conhecido como desaforamento.

O magistrado Clécio de Albuquerque representou à 1ª Turma da Câmara Regional de Caruaru solicitando o desaforamento do julgamento, em razão da necessidade de preservação da ordem pública, já que a realização das audiências de instrução do processo em Brejo da Madre de Deus demandou a presença de policiamento por causa da revolta da população à barbaridade do crime. Além disso, a medida também buscou que o julgamento fosse realizado em ambiente que permitisse a imparcialidade dos jurados, algo que no entendimento do juiz não seria possível na cidade onde ocorreram os fatos diante do clamor social pela condenação dos acusados. O MPPE posicionou-se favoravelmente ao desaforamento do Júri.

Desconstruindo a intolerância religiosa - outro aspecto social desencadeado pelo crime praticado foi a reação contra religiões de matriz africana, surgida diante da hipótese de que a vítima teria sido alvo de um ritual, ainda que sem conexão com nenhuma denominação religiosa. O Grupo de Trabalho de Enfrentamento ao Racismo Institucional do MPPE (GT Racismo) analisou as denúncias de violência contra terreiros na localidade.

Na época, o GT Racismo, articulado com os GTs das Polícias Civil e Militar, adotou medidas de conscientização de modo a auxiliar as polícias a adotar uma interpretação adequada na investigação dos casos, dando os encaminhamentos devidos aos atos de violência e vandalismo contra os representantes das religiões de matriz africana.

Para isso, foram designados para atuar nos municípios policiais orientados a resguardar a imagem e os direitos dos representantes dos terreiros, com o intuito de evitar a perpetuação do preconceito e a associação indevida da morte da criança com qualquer denominação religiosa.


Do MPPE


APOIO CULTURAL
Polícia realiza apreensão de drogas em Santa Cruz do Capibaribe-PE
No decorrer dessa semana, policiais do GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante) do 24°BPM estavam realizando rondas pelas ruas do bairro Santo Agostinho em Santa Cruz do Capibaribe, quando se depararam com um jovem de 18 anos, o qual estava em uma bicicleta e parou em uma residência, que já estava sendo monitorada pelo efetivo.

De pronto, o policiamento se aproximou e outro jovem, este de 20 anos, tentou correr adentrando no imóvel onde foi abordado e flagrado com um big big de maconha. O mesmo informou que seria para vender ao outro envolvido. Ambos confessaram a comercialização do entorpecente.

O jovem de 20 anos afirmou ter mais droga dentro da sua residência, onde foi encontrado aproximadamente 27 gramas de maconha pronta para consumo.
Diante dos fatos, os envolvidos juntamente com o material apreendido foram conduzidos para a Delegacia de Plantão de Santa Cruz do Capibaribe, onde foi realizado os procedimentos de praxe, ficando ambos a disposição da justiça.


Bruno Muniz


WhatsApp
Na Paraíba Calvário: Partidos da esquerda criticam medida sobre uso de tornozeleira eletrônica
Os partidos PT, PC do B, PSB e movimentos sociais emitiram uma nota aos paraibanos criticando a determinação do desembargador Ricardo Vital, que determinou sob medidas cautelares o uso de tornozeleira eletrônica aos investigados e presos pela Operação Calvário, entre eles, o ex-governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB).

Para os dirigentes partidários e sindicalistas, o judiciário cada vez mais vem sendo transformado em aparelho da política, transformando as investigações em espetáculo, destinado apenas a produzir condenações antecipadas, linchamento moral e assassinato de reputações de cidadãos e cidadãs que estão em pleno gozo de seus direitos constitucionais, e que estão sendo tratados de forma ilegal, imoral, aética pelos seus adversários políticos. 
Foto: Paraibaonline

Confira a Nota
Os partidos e entidades da sociedade civil paraibana que subscrevem esta nota dirigem-se ao povo paraibano para expressarem sua estranheza e ao mesmo tempo manifestarem seu protesto e indignação, contra a determinação do Desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, Ricardo Vital, de obrigar os investigados na Operação Calvário a usarem tornozeleira eletrônica, mesmo após o Superior Tribunal de Justiça conceder Habeas Corpus aos mesmos.

Esse ato explicita ainda mais o caráter persecutório que, desde o início, caracteriza a Operação Calvário: prisões cautelares, delações premiadas, vazamentos seletivos para setores da imprensa adversária dos investigados, prisões às vésperas do recesso judiciário, com o objetivo de dificultar a reversão da medida, divulgação para a imprensa de trechos de delações em inquéritos que tramitam em “segredo de Justiça”, antes mesmo que seja garantida a defesa destes, o legal acesso a estas deleções.

O Judiciário cada vez mais vem sendo transformado em aparelho da política, transformando as investigações em espetáculo, destinado apenas a produzir condenações antecipadas, linchamento moral e assassinato de reputações de cidadãos e cidadãs que estão em pleno gozo de seus direitos constitucionais, e que estão sendo tratados de forma ilegal, imoral, aética pelos seus adversários políticos.

Os procedimentos adotados localmente tanto pelo Ministério Público quanto pelo desembargador responsável pela Operação Calvário, são explícitos o suficiente para mostrar que, nessas investigações, o que menos importa é seguir a Constituição, o rito processual dos tribunais e as leis do país, porque foram identificadas ilegalidades cometidas ao longo de mais de um ano de investigações, cujos resultados se resumem a ilações obtidas por delações premiadas adquiridas através de assédios morais e torturas psicológicas, sem a devida prova material.

A última decisão de obrigar os/as investigados/as na Operação Calvário a usarem tornozeleiras eletrônicas é apenas mais um capítulo dessa sequência de persecutórias ilegalidades cometidas no decorrer da Operação. Além de não haver nenhuma justificativa para a medida, a não ser expor os/as atingidos/as à humilhação pública, reforçando ainda mais a percepção por parte da sociedade civil organizada, de que há inaceitáveis motivações políticas e arrivista que movem a Operação Calvário! Assim, conclamamos a sociedade paraibana, os movimentos sociais e os homens e mulheres que lutam em defesa da democracia a continuar denunciando as arbitrariedades cometidas por parte do judiciário brasileiro.


Cariri em Ação


APOIO CULTURAL
''Olha Ex-prefeito'' de Buíque vira réu e pode pegar 5 anos de prisão
Ex-prefeito de Buíque, Jonas Camelo Foto: Divulgação

Já com uma prestação de contas rejeitadas pela Câmara de Vereadores, o que o coloca no rol das fichas sujas eleitorais, o ex-prefeito de Buíque, Jonas Camelo (PP), agora virou réu em uma ação penal (Processo nº 0000873-75.2019.8.15.0360) apresentada pelo Ministério Público de Pernambuco por, entre outras irregularidades e possíveis crimes cometidos, o não recolhimento de mais de R$ 2,5 milhões aos fundos de previdência dos servidores e ao Regime Geral da Previdência.

Pela denúncia apresentada, e aceita pela Poder Judiciário de Pernambuco, representada pelo juiz substituto Marcus Vinicius Menezes de Souza, da comarca de Buíque, o Ministério Público pede a condenação do ex-prefeito Jonas Camelo nos crimes previstos no Artigo 1º, XIV, do Decreto-Lei 201/1967 em pelo menos 07 vezes na forma do Art. 69, do Código Penal; e nos Artigos 168-A e 337-A, ambos do Código Penal (CP), na forma do Art. 69, CP.

Entre as irregularidades apresentadas na denúncia do MPPE estão a não aplicação dos recursos devidos nas áreas da Saúde e da Educação. Segundo dados do próprio Tribunal de Contas do Estado fornecidos ao Ministério Público, no exercício de 2016 Jonas aplicou somente 20,14% dos recursos na Educação, quando deveria ter aplicado no mínimo 25%; e na saúde apenas 6.04% da receita quando deveria ter aplicado 15%.

Por esses atos apontados pelo Ministério Público, o ex-prefeito Jonas Camelo se enquadra no item XIV do Art. 1º do Decreto Lei nº 201/1967 que prevê como crime de responsabilidade “Negar execução a lei federal, estadual ou municipal, ou deixar de cumprir ordem judicial, sem dar o motivo da recusa ou da impossibilidade, por escrito, à autoridade competente”. Esse crime prevê pena de detenção de três meses a três anos. A condenação definitiva em qualquer dos crimes definidos neste artigo, acarreta a perda de cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo (eleição) ou nomeação.

Já em outra parte da denúncia, o Ministério Público pede a condenação do ex-prefeito Jonas Camelo por apropriação indébita previdenciária com base nos Artigos 168-A e 337-A do Código Penal. O artigo 168 considera crime deixar de repassar à previdência social as contribuições recolhidas dos contribuintes no prazo e forma legal.

Jonas deixou de recolher ao Instituto de Previdência o montante de R$ 1.026.542,30 (Um milhão, vinte e seis mil, quinhentos e quarenta e dois reais e trinta centavos) descontados dos salários dos servidores. O ex-prefeito também deixou de repassar ao Regime Geral de Previdência o recolhimento da parte patronal devida ao INSS no valor de R$ 1.493.511,89 (Um milhão, quatrocentos e noventa e três mil, quinhentos e onze reais e oitenta e nove centavos), incorrendo nos crimes previstos no Art. 337 do Código Penal.

Ambos os crimes previstos pelos Artigos 168-A e 337-A do Código Penal preveem penas de reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa. Caso o Ministério Público consiga a condenação do ex-prefeito na justiça diante das provas cabais apresentadas, Jonas Camelo amplia sua condição de inelegibilidade eleitoral.


Blog Manhã Nordestina 


APOIO CULTURAL
Bombeiros encontram corpo de mulher que se afogou na Barragem de Tabocas em Belo Jardim-PE
Na tarde desta sexta-feira (28/02), uma mulher identificada como Natália Brito conhecida por ''Tatá'', de 31 anos, morreu afogada na Barragem de Tabocas localizada na zona rural do município de Belo Jardim no Agreste de Pernambuco. 

Segundo os primeiros levantamentos à vítima (Tatá), estava bebendo juntamente com alguns amigos, a mesma teria morrido afogada ao entrar na barragem para tomar banho. 

O Corpo de Bombeiros foi acionados até o local do fato ocorrido onde foram feitas buscas sem sucesso, na manhã deste sábado o corpo da mulher foi resgatado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros, em seguida a vítima teve seu corpo encaminhado para o IML na cidade de Caruaru.


Se Liga Belo Jardim


APOIO CULTURAL

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Em Jataúba o Bloco Flutuar desfila pelas principais ruas da cidade com milhares de foliões
Pelo 11º ano consecutivo, o Bloco Flutuar desfilou pelas principais ruas da cidade com um verdadeiro mar de gente. Os foliões se divertiram na concentração no clube municipal com muita cerveja, feijoada e shows com o Dj Bruninho Paiva e Jean Araújo. 
Durante o percurso, a folia foi comandada pelo paredão 3R Motos e Dj Bruninho Paiva até chegar à praça São Sebastião.
Ao chegar na praça de eventos, o show ficou por conta da Orquestra Madeira, em seguida Dj Gabriel Sales e encerrando o Carnaval 2020 o show ficou por conta de Bedeu Quirino.






























Blog do DidiRamos / Blog do França


APOIO CULTURAL