domingo, 1 de março de 2020

Em Brasilia Deputados torraram R$ 16 milhões com combustível em um ano
Militante do PT revela que ‘influenciadores’ na internet ganham por ‘pessoa captada’
Campeã da mordomia, Gleisi Hoffmann apresentou mais de um pedido de ressarcimento por dia

Em 13 meses de mandato, os deputados federais eleitos em 2018 já queimaram quase R$16 milhões (R$15,9 milhões) em combustíveis e lubrificantes. O detalhe é que somente os integrantes da Mesa Diretora (presidente, vices e secretários) têm “direito” à mordomia do carro oficial. 

Os demais solicitam e embolsam ressarcimento das despesas de abastecimento de carros que eles alugam também por nossa conta.

Em 13 meses, Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou 468 notas de postos de gasolina, mais de uma por dia. Foram R$5,2 mil por mês. Cláudio Cajado (PP-BA) deve rodar de caminhão. Entregou 114 notas ao custo de R$71,8 mil. Em média, R$630 em cada abastecimento.

Outra que alega fazer mais de um abastecimento por dia é Maria do Rosário (PT-RS). Foram 409 notas e R$51,9 mil de gasolina no tanque.


A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.


PROGRAMA DEBATE LIVRE

Nenhum comentário:

Postar um comentário