terça-feira, 7 de abril de 2020

De Olho nos bastidores da Política Jataubense
Encerrado os prazos para as filiações partidárias, o jogo político começa a tomar forma. Em Jataúba, os dias e os meses que antecederam este 04 de abril, foram bastante conturbados dentro dos grupos políticos, com muitas indefinições, insatisfações, disputas internas, ciúmes, entre outros ingredientes, que apimentaram ainda mais os ânimos nos bastidores da política.

Estamos vivenciando um período de quarentena por conta da pandemia do Covid-19, o coronavírus, mesmo assim, o calendário eleitoral continua mantido pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE. Alguns deputados e senadores querem aproveitar o momento para apresentar uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de unificação das eleições, ou seja, uma eleição geral em 2022, prorrogando assim os mandatos dos atuais prefeitos, vice-prefeitos e vereadores por mais dois anos, possibilidade que já foi descartada por alguns ministros do TSE. Poderá haver um adiamento das eleições sim, porém, não para 2022 e sim um adiamento de 30 ou 60 dias, deixando as eleições para o mês de novembro ou dezembro. Tudo vai depender do quadro sanitário do país a partir do mês de julho.

Nessa Quarentena, Covid-19. 
Apesar do trocadilho, esses nomes deixam em suas entrelinhas um cenário real vivenciado pelo grupo de situação. Quando falamos em ‘Quarentena’, nos referimos ao 40 do PSB. É de conhecimento de todos que a disputa pelo comando do PSB em Jataúba vem sendo travada nos bastidores a mais de dois anos, tudo isso por que o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) queria que o comando do partido voltasse para as mãos do líder político Fábio Mamão, fato que não aconteceu, e o partido ficou nas mãos do prefeito Antônio de Roque. 


Vejam  que de fato aconteceu, Fabio Mamão deis que foi falado que o PSB estaria voltando a suas mãos, que o mesmo cobrava da direção do PSB no estado uma posição, e que mandasse as fichas de filiações, tempo passar e nada de respostas, bem assessorado internamente, Fábio Mamão ficou sabendo que o PSB no município estaria com algumas pendencias, chegando tempo e nada de resposta da cúpula do PSB, vendo o prazo de filiações chegando ao fim, o líder político Fábio Mamão se antecipou aos fatos, na sexta-feira 27/03, teve uma conversa com Eduardo da Fonte líder do PP, conversaram e o mesmo se filiou ao Partido Progressista (PP), resolveram como se fosse um raio. Segundo informações de bastidores, se Mamão continuasse esperando o comando do PSB voltar para as suas mãos, poderia correr um sério risco de ficar de fora da disputa nas próximas eleições. 

Na última quinta-feira (02), Fabio Mamão recebeu vários telefonemas da cúpula, do PSB, pedindo que o bom filho ao lar retorna, e que os mesmo resolveriam a situação do PSB em Jataúba, já apalavrado com o PP, Fabio Mamão não aceitou, e falou vocês tiveram tempo pra isso, vou cumprir meu acordo que fiz com Eduardo da Fonte, e o meu amigo Eriberto de Medeiros presidente da ALEPE, que me receberam bem, podem deixar o PSB com o prefeito mesmo.

 Com isso, Mamão se garante na vaga de vice pelo PP na chapa encabeçada por Dr.ª Cátia que está filiada ao REPUBLICANOS-10. Mesmo com todo esse imbróglio, o Partido Socialista Brasileiro – PSB por enquanto não terá nenhum candidato em Jataúba nas próximas eleições. Sobre o ‘Covid-19’ fazemos um trocadilho com o PODEMOS-19, que será um dos partidos a compor a chapa majoritária e/ou proporcional do grupo de situação, liderado pelo prefeito Antônio de Roque (MDB). Desta forma. O grupo de situação vai para as eleições com apenas dois partidos, o MDB-15 e o PODEMOS-19. E a chapa da oposição ficará 10/11, Republicanos / Partido Progressistas.

Indefinição; A filiação do vice-prefeito Jackson Ribeiro (Buraco) ao MDB praticamente oficializa sua pré-candidatura a prefeito pelo grupo de situação. Mas, a vaga de vice ainda continua sendo uma incógnita. Vários nomes estão no páreo como por exemplo o do secretário de agricultura Izael Monteiro, (Zainha), que vem desempenhando um excelente trabalho à frente da pasta, desenvolvendo projetos e ações para os agricultores, criadores e também junto as associações rurais. Além disso, Zainha é bem articulado politicamente. Em 2016 abriu mão de sua candidatura à vereador para apoiar outro candidato e agora surge como um dos favoritos a ocupar a vaga de vice na chapa encabeçada por Jackson (Buraco). Em minha opinião apesar de todos dotes citados não será o candidato a vice.

Outro nome forte que vem ganhando força nos bastidores para ocupar a vaga de vice é o do empresário Jailson Kaô. Recentemente Kaô fazia parte do grupo da terceira via, porém com ida de Mamão para o grupo, o mesmo decidiu sair e regressar ao grupo de situação. Os estreitos laços de amizade que tem com o vice-prefeito Buraco e com o vereador Jackson Galego, pode ser um trunfo a favor de Jailson nesta disputa para saber quem será o candidato a vice. Apesar de ter esses apoios Kaô, tem que conquistar o líder maior da situação prefeito, que até agora não deu abertamente se acata os pedidos do líder da situação na Câmara, e do vice prefeito. A disputa promete ser acirrada e ''outros nomes poderão surgir''.

Continuaremos de olho em tudo e em todos, observando as movimentações nos bastidores da política jataubense. Como dizia Magalhães Pinto “Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”.

Inocente que saber; O que será que passar nas cabeças do vereadores Antônio de Bilosa, Zito Lopes e o presidente Paulo de Floro, estacionaram em vereadores, pergunta não ofende a ninguém, eles não saem pra majoritária porque não querem (rsrsrsrs), ou líder maior (prefeito), não confia, ou não vê eles com perfil de uma majoritária.


Diogenes Ramos / Adaptação Ruy Siqueira


Nenhum comentário:

Postar um comentário