terça-feira, 14 de abril de 2020

Dr. Edson estampa sua liderança no grupo boca preta, expõe real situação da pasta e mais uma vez não define o seu apoio a reeleição de Hilário Paulo.
O ex-prefeito e atual secretário de saúde de Brejo da Madre de Deus, Dr Edson Sousa, concedeu entrevista ao programa cidade em foco na rede agreste de rádios na manhã desta terça-feira dia 14 de abril de 2020.

O atual secretário falou sobre as dificuldades encontradas no combate ao Corona vírus pelos municípios, e enfatizou que a falta de equipamentos é a principal barreira encontrada, e que hospital de campanha "com apenas uma tenda e uma cama não resolve nada", precisa-se de respiradores e UTI's. O mesmo disse, que estaria montando leitos de retaguarda para acomodar pacientes que estão saindo da unidade de terapia intensiva (UTI) e precisam voltar ao município e ficar sendo monitorado pelos profissionais de saúde.

O secretário falou que o município dispõe de 3 respiradores, sendo que 1 está em manutenção e em breve voltará para servir a população. O que não ouvimos da boca do secretário foi a confirmação da compra de novos respiradores, como havia dito o prefeito do município na última quarta-feira (08), em entrevista também ao comunicador Alberes.

Sobre o financeiro, o secretário diz que a prefeitura de Brejo vem dando o suporte devido, haja vista as dificuldades são grandes, e o valor repassado é insuficiente para a saúde se manter. Porém, o mesmo foi na contramão do que vem pregando o prefeito Hilário Paulo, quando disse que, "desde o ano passado o recurso melhorou e este ano também, tá chegando hoje um recurso a mais no valor de 160 mil reais, um bom valor para a prefeitura pensar em fazer alguma coisa na saúde e ações associadas", pontua Dr Edson.

NA POLÍTICA; O assessor especial da secretaria de saúde, Frailan Mota, quando perguntado sobre seu possível projeto de candidatar-se ao executivo ou legislativo o mesmo disse:

"Nunca me manifestei como candidato, toda essa propositura de candidatura minha é fala do povo...meu comportamento é de alguém público, empático, uma pessoa eficaz...", diz Frailan.

Quando perguntado se apoiará a reeleição de Hilário ou vai pela pesquisa, Frailan fica pensativo e diz, "Eu defendo o que o grupo defender, acho o que deve existir é uma defesa da liderança que nós temos", se referindo a Edson Sousa. Ainda em sua fala o assessor deixou claro o seu sentimento pela forma que o grupo de Hilário vem tratando Dr Edson.

"Dr edson passou mãos pedaços quando ele fez a escolha de Hilário a candidato a prefeito, existe meia dúzias de pessoas ligadas a Hilario que ficam tentando ofuscar, isso desde o início foi percebido''.

Sobre ameaças de possível saída de Dr Edson e Frailan, o assessor comparou com o caso do ministro da saúde, Mandetta. "Eu acho que o Mandetta venceu", pois já entramos em reunião com todos os secretários e vereadores prontos para entregar, "arrumei a mala, só não tirei do canto''.

Já Dr Edson quando perguntado sobre quando será tudo arrumado e se ele é pré candidato ou apoiará Hilário ou Frailan o mesmo disse:

"A gente tem que ouvir o povo para tomar decisões, o povo é quem tem que definir. As pessoas se enganam... Não podemos fazer as coisas sem ter uma pesquisa na mão e sem analisar a pesquisa, sem paixão, daí tomaremos a decisão". A fala do secretário apenas afirma o que já vem sendo especulado, que o mesmo não se mostra otimista para apoiar a reeleição de Hilário.

E de uma forma segura o secretário repetiu por varias vezes que sábia que era a liderança política do município e que não Subestimava o seu principal adversário político, Roberto Asfora. No final da entrevista, Alberes pergunta se existe possibilidades do Dr ter uma conversa com o atual vice-prefeito e pré candidato Cowboy. "Eu converso milhões de vezes com ele, até porque não tenho problemas com ele", explanou o Dr, que ainda explicou o quanto Josevaldo era próximo dele, estava 24 horas junto e se ligar pedindo algo na saúde será atendido na hora.


Blog Manhã Nordestina .


Nenhum comentário:

Postar um comentário