segunda-feira, 4 de maio de 2020

MPPB quer identificar empresários que obrigaram funcionários a se ajoelhar em protesto pela abertura do comércio em Campina Grande

 MPPB quer identificar empresários que obrigaram funcionários a se ajoelhar em protesto pela abertura do comércio em Campina Grande
Na semana passada, um protesto nas imediações de diversas lojas no Centro de Campina Grande tinham como objetivo a reabertura do comércio, porém o resultado não foi o esperado. Após circularem nas redes sociais as imagens de funcionários ajoelhados, muitos internautas criticaram a conduta dos empresários que teriam, de acordo com informações, obrigado os empregadores a participarem do ato.

“Não sabíamos que seria daquela forma, nos convocaram previamente informando que participaríamos de um protesto pedindo a abertura do comércio. Lá, descobrimos que precisaríamos ficar de joelho na frente das lojas. Quem não ficou foi constrangido com frases como ‘vocês não prezam pelos seus trabalhos’, ao mesmo tempo em que alguns rezavam e oravam”, afirmou uma vendedora. 
Nas imagens que circularam inclusive nacionalmente, é aparente o desconforto e constrangimento por parte de muitos funcionários. Diante da situação, o Ministério Público da Paraíba está buscando identificar os empresários que teriam convocado os seus respectivos servidores para participar do ato. A identificação deve acarretar responsabilização para os mesmos.
O comércio de Campina Grande assim como o de outras cidades da Paraíba e do Brasil como um todo está fechado há aproximadamente dois meses devido a pandemia do coronavírus.


Blog Bruno Muniz



APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário