quarta-feira, 29 de julho de 2020

Pernambuco tem segundo maior número de leitos da Covid-19 entre os Estados
Foto: Divulgação/Prefeitura do Recife

Um estudo do Conselho Federal de Medicina aferiu e comparou o número de leitos nos estados e capitais brasileiros entre fevereiro e junho de 2020. Pelo levantamento, Pernambuco aparece como o segundo estado brasileiro em ampliação da rede hospitalar. São 2.697 novos leitos criados em função do enfrentamento da Covid-19. O estado de São Paulo contabilizou 5.354.

Pernambuco, segundo o levantamento, é o Estado do Nordeste que mais abriu vagas para a Covid na rede de saúde, superando o somatório de leitos abertos por todos os estados somados da região Norte (2.302), Centro Oeste (1.567), bem como o somatório dos leitos abertos na região Sul (1.220).

“Isso só foi possível graças não só ao esforço dos profissionais da Secretaria Estadual de Saúde, mas também de várias áreas do governo que se engajaram no nosso Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 e realizaram a maior operação logística e sanitária da história da saúde pública pernambucana e, agora, comprovadamente, uma das maiores do país”, avaliou o governador Paulo Câmara nesta terça-feira (28).

Acompanhando a tendência de Pernambuco, Recife só perdeu para a capital de São Paulo em número de leitos abertos durante a pandemia. “A melhor notícia em relação a todos esses leitos é que a taxa de ocupação deles está há quase dois meses abaixo de 80%, mesmo com o Plano de Convivência com a Covid-19 tendo avançado até a etapa 6 na Região Metropolitana, na Zona da Mata e em parte do Agreste”, completou o governador.

De acordo com o estudo, os estados que mais habilitaram leitos de internação no último ano foram São Paulo (5.354), sobretudo na capital, onde os leitos abertos chegaram a quase 1.800. Em segundo lugar, vem Pernambuco (2.697), também em função do aumento de 1.155 unidades somente na capital; em terceiro Minas Gerais (2.525).

Contrariando a tendência nacional, somente duas unidades da federação possuem hoje menos leitos do que o número registrado em fevereiro: Santa Catarina (-134) e Tocantins (-13). Entre as capitais, somente Cuiabá perdeu 116 leitos de lá para cá. Palmas mantém o mesmo número de leitos de internação no período.


Informações: Folha de Pernambuco


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário