sexta-feira, 21 de agosto de 2020

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO PARA CUMPRIR MANDADOS DE PRISÃO POR SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS NO RAMO TÊXTIL
A Polícia Civil desarticulou, na manhã desta quinta-feira (20), através da Operação Laranja de Pano, uma quadrilha que usava empresas do ramo têxtil para lavar dinheiro. Logo cedo, a movimentação no Departamento de Repressão ao Crime Organizado, era grande. 

De acordo com a polícia, o grupo utilizava empresas de fachada para sonegar impostos e também regularizar cargas roubadas. A operação foi conjunta com a Secretaria da Fazenda do Estado.

Investigações - As investigações começaram em dezembro do ano passado. O grupo seria gerenciado por pessoas de uma mesma família e nos últimos 3 anos teria sonegado cerca de 10 milhões de reais ao governo do estado. A maioria das empresas de fachada tinha registro na junta comercial, mas não tinha sede física.

Mandados - Ao todo, foram 25 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão cumpridos no Maranhão, Ceará, Paraíba, São Paulo e a maioria em Pernambuco. Aqui no Estado, boa parte dos alvos estava na região do Agreste.
No início da manhã, pelo menos 18 pessoas foram levadas para o DRACO. As prisões aconteceram em Paulista, Caruaru, Altinho, Santa Cruz do Capibaribe. Pelos menos 6 mulheres estavam entre os alvos, duas delas são irmãs.

Apreensão - Os mandados foram todos expedidos pela comarca de Camaragibe. Em um dos locais, alvos da operação, policiais apreenderam diversos documentos e computadores. Foram 165 policiais civis e 28 auditores fiscais participando da ação.


 Blog Agreste Notícia


APOIO CULTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário