segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Após ganhar liberdade, acusado de participar de ‘estupro coletivo’ em Queimadas é executado a tiros no meio da rua

Jacó Sousa foi morto na madrugada deste domingo (20), no bairro Castanho, em Queimadas, bem próximo à igreja católica da cidade. O crime aconteceu por volta das 03h da madrugada, quando a vítima estava em um espetinho.

De acordo com as informações repassadas por testemunhas, os atiradores chegaram no local e pediram para as demais pessoas se afastarem antes de efetuar os disparos. Ele morreu na hora, antes de receber qualquer socorro médico.

Jacó passou cerca de 8 anos preso, após ser condenado por participar no estupro coletivo e morte de duas jovens. Há dois meses, ele havia deixado o presídio e estava em liberdade condicional.

O episódio ficou conhecido como “Barbárie de Queimadas”, ocorrido em fevereiro de 2012, quando cinco mulheres foram estupradas e duas delas, identificadas como a professora Isabela Pajuçara e a recepcionista Michelle Domingos, foram assassinadas. Elas estavam em uma festa de aniversário em uma casa com dez homens.


Blog do Márcio Rangel

Nenhum comentário:

Postar um comentário