sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Governo de Pernambuco decide recorrer da decisão que suspendeu as Aulas no Estado
O Governo de Pernambuco informa que, por meio da Procuradoria-Geral do Estado, vai recorrer da decisão que suspendeu a retomada gradual das aulas presenciais na Rede Estadual de ensino. Há cerca de quatro meses, o Governo Estadual vem colocando em prática o Plano de Convivência com a Covid-19. São mais de 120 dias de uma retomada gradual e responsável das atividades econômicas e sociais sem que ocorra aumento do número de casos e de mortes provocadas pela doença.

No setor da Educação, os cuidados estão sendo anda mais rigorosos, em todos os aspectos. Apenas os estudantes do Ensino Médio (jovens e adolescentes) estão incluídos na primeira etapa da retomada das aulas presenciais, e a volta às escolas permanece como uma opção. O ensino remoto continua disponível para aqueles estudantes cujos pais decidam por sua permanência em casa. Foram investidos R$ 5 milhões na adaptação das escolas de Pernambuco, em termos de protocolo de segurança sanitária. Também foram realizadas diversas reuniões com professores, Ministério Público, Poder Judiciário e Tribunal de Contas, além de especialistas em Infectologia, Saúde Pública e outras instituições para estabelecer os critérios de retomada das aulas presenciais.

Vale ressaltar que, nesta primeira semana de outubro, os números da Covid-19 no Estado são os mais baixos registrados desde a primeira quinzena de abril.

Mesmo antes da pandemia, escolas são os equipamentos públicos mais fiscalizados que existem. Pais, professores, funcionários e os próprios alunos desempenham essa função cotidianamente, e os órgãos de controle estão prontos para averiguar todas as denúncias. O Governo de Pernambuco, por fim, informa que seguirá com o objetivo de garantir a retomada gradual do ensino presencial no Estado


Blog Manhã Nordestina 

Nenhum comentário:

Postar um comentário