sexta-feira, 23 de outubro de 2020

OPERAÇÃO ‘CONSELHO DE MÃE’ DEFLAGRADA EM SANTA CRUZ CULMINA COM A PRISÃO DE TRÊS PESSOAS ACUSADAS DE HOMICÍDIO
Durante a manhã da última quarta-feira (21), foi deflagrada por parte da Polícia Civil representada pelos policiais da 128ª Circunscrição de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, a operação denominada ‘Conselho de Mãe’ envolvendo cerca de 40 policiais, que culminou com a prisão de três pessoas identificadas como Helton Felipe Medeiros, de 20 anos de idade; Henrique Felipe Medeiros, 27 anos e Vinícius Barbosa de Assunção, de 18 anos, acusados de terem participado do homicídio que vitimou o jovem João Higino Barbosa Neto, de 19 anos de idade, em abril deste ano, na Capital da Moda.
Segundo informações apuradas durante as investigações, dias antes do crime de homicídio, a vítima ‘João Neto’ como era mais conhecido, teria roubado os aparelhos celulares das namoradas dos imputados Helton e Henrique, que são irmãos, o assalto foi registrado por câmeras de monitoramento. A partir daí, com os irmãos assassinos começaram a procurar o assaltante e conseguiram o contato do mesmo que exigiu R$ 300,00 (trezentos reais) para devolver os aparelhos roubados.

Foi marcado o encontro para o pagamento do resgate dos celulares roubados e mais uma vez, as câmeras de monitoramentos instaladas na cidade registraram os irmãos e a vítima em um automóvel Toyota Corola de cor prata e que após andarem alguns quilômetros deu-se início uma discussão entre o João e seus algozes, tendo ele proferido ameaças contra a namorada dos acusados e nas proximidades do Presídio de Santa Cruz do Capibaribe, às margens da PE-160, um dos ocupantes do carro, sacou um revólver cal. 38 e efetuou um disparo contra a cabeça do desafeto que que morreu na hora.

Após o crime, o corpo foi desovado às margens da rodovia acima citada e os homicidas fugiram com destino ignorado. Apesar de ter a posse de arma legalizada, o Henrique (proprietário da arma de fogo) não poderia transitar com a mesma.

As investigações se estenderam por seis meses, culminando com a expedição dos três mandados de prisão e nove de busca e apreensões. Além dos irmãos, o tio deles, Vinicius, também foi preso, já que segundo a Polícia, conduzia o veículo no momento do crime de morte.


Blog Agreste Noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário