sábado, 12 de dezembro de 2020

Oposição terá dificuldades para 2022 
Com o encerramento da disputa municipal, os olhos já se voltam para a sucessão de Paulo Câmara, onde estará em jogo também a vaga de Fernando Bezerra Coelho no Senado, ambos eleitos pela Frente Popular em 2014 após o episódio que vitimou Eduardo Campos.

Com a vitória de João Campos para a prefeitura do Recife, o PSB se fortaleceu ainda mais, porque terá o controle da capital e do governo de Pernambuco pelos próximos dois anos e ainda tem um pré-candidato extremamente competitivo que é o prefeito Geraldo Julio para a sucessão de Paulo Câmara.

Isso tem causado preocupação em alguns parlamentares da oposição, uma vez que não vislumbram um palanque extremamente competitivo para enfrentar a Frente Popular, o que poderá surtir em algumas baixas no próprio grupo oposicionista, que começa a reavaliar se vale a pena permanecer num projeto que não tem um líder e muito menos um candidato natural para contrapor uma hegemonia do PSB que se mostra cada vez mais difícil de ser quebrada. As dificuldades enfrentadas na oposição em 2020, de não haver entendimento, deverão permanecer para 2022, pois tem muito postulante pra pouca condição de disputa, o que tem afugentado prefeitos e deputados.

Saiu do grupo – Líder da oposição nos dois primeiros anos de mandato, o deputado estadual Marco Aurélio (PRTB) saiu de mala e cuia do grupo dos deputados oposicionistas no WhatsApp que ele mesmo criou. Marco Aurélio se reuniu esta semana com o governador Paulo Câmara e deverá integrar a base governista.

Adeus 1 – José Mucio Monteiro presidiu, nesta quinta (10), sua última sessão no Tribunal de Contas da União (TCU). “Cheguei há 11 anos no TCU. Ao assumir, em outubro de 2009, encerrei meu discurso de posse reafirmando minha fidelidade e compromisso com a missão que ali se iniciava. Fidelidade aos princípios que moldaram minha vida. Compromisso com a exemplar história deste Tribunal”, declarou. O ministro também encerra um ciclo de 44 anos na vida pública, iniciado em 1976, quando foi vice-prefeito de Rio Formoso. Os demais presentes no TCU aplaudiram de pé o discurso de José Múcio.

Adeus 2 – A nova presidente do TCU, Ana Arraes, também falou sobre o antecessor na sessão. “Nos deixará saudades, mas não tristeza, uma vez que, a partir de então, percorrerá novos caminhos e respirará novos ares que certamente farão bem à Vossa Excelência. Que Deus o abençoe em seus novos planos e que volte a ser simplesmente Zé Mucio, como tanto deseja”, disse a ministra pernambucana.

Força – Dos vereadores reeleitos do Recife, Hélio Guabiraba (PSB) chega ao segundo mandato bastante fortalecido pela votação obtida nas urnas. Ele mais do que dobrou seus votos em relação a 2016, o que lhe dá condições de almejar projetos mais altos na Casa José Mariano.

Estrategista Digital – De volta a Pernambuco, após coordenar a estratégia digital do prefeito reeleito de Ribeirão Preto, em São Paulo, Duarte Nogueira, o cientista político Vitor Diniz prepara novidades para o mercado local. Já de olho nas próximas eleições vai lançar sua consultoria política para as campanhas de 2022.

Inocente quer saber – Quais serão as próximas baixas na oposição a partir de 2021?


Blog Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário