sábado, 6 de fevereiro de 2021

Guedes anuncia boa notícia sobre o auxílio emergencial que poderá voltar mesmo após ser cancelado por Bolsonaro
O Ministro da Economia, Paulo Guedes revelou que o benefício dado pelo governo em meio a pandemia pode voltar a ser pago aos brasileiros.

Segundo Guedes, o auxílio emergencial voltará de uma forma diferente, onde apenas a metade dos beneficiários que receberam o pagamento no ano de 2020, terão direito ao mesmo.

 Ainda em sua fala, ele revelou que para que isso aconteça e o auxílio retorne tem que haver o acionamento de “cláusulas necessárias”.
O benefício dado pelo governo foi pago no ano passado para os trabalhadores informais, por conta da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus, onde as pessoas receberam durante alguns meses o valor de R$ 600 e, logo depois, de R$ 300.

Ao lado de Guedes estava o recém-eleito presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o qual declarou que a pandemia ainda continua e que tem por preocupação do Congresso Nacional em relação à assistência social, onde segundo estas pessoas precisam:

“Um socorro que seja urgente, emergencial, para poder ajudar a camada mais vulnerável.”

Logo após a fala do presidente do Senado, Guedes se pronunciou e revelou que o auxílio só será liberado com as cláusulas necessárias, onde ao invés de 64 milhões de pessoas receberem o benefício, seria apenas metade que ganharia esse direito.

Ainda segundo Guedes, ele revela que essa outra metade da população já estaria retornando para os programas sociais já existentes, e por fim conclui: “Isso nós vamos nos entender rapidamente porque a situação do Brasil exige essa rapidez.”


Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário