terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Planalto fortalece base aliada no Congresso Nacional
Se em 2019, quando a disputa pelas presidências da Câmara e do Senado aconteceram, o Palácio do Planalto teve pouca influência, o mesmo não se pôde dizer na disputa para o biênio 2021/2022, onde o presidente Jair Bolsonaro consolidou sua base aliada, garantindo no Senado a vitória de Rodrigo Pacheco com 57 votos.

A disputa pela presidência da Câmara dos Deputados teve a vitória de Arthur Lira que atingiu 302 votos, sendo eleito em primeiro turno. Com a confirmação das duas vitórias na Câmara e no Senado, o presidente Jair Bolsonaro poderá ter um ambiente extremamente favorável, ao menos no Congresso Nacional, pois começa com o sepultamento das chances de impeachment avançarem, mas não é só isso.

 A expectativa do Planalto se dá no sentido de garantir a aprovação de matérias de seu interesse, em especial nas áreas social e econômica, onde o presidente precisará de amplo apoio político para vencer as consequências da pandemia da COVID-19.

Com vistas a 2022, mesmo não contando com expressiva aprovação popular, os resultados positivos da Câmara e do Senado para o governo, poderão garantir ao presidente da República uma expectativa de se fortalecer ainda mais. Um governo forte se dá com uma base parlamentar forte, e ao que parece, o governo pelo menos fez o dever de casa no Congresso Nacional.

 A dúvida se dá como será a atuação do governo a partir de agora com uma forte base política, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro não terá mais Rodrigo Maia para colocar a culpa por qualquer insucesso do seu governo.


Blog Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário